20/05/07

assessores de vereadores

A tempo inteiro, a meio-tempo, ao telemóvel, há assessores para tudo: economia, direito, urbanismo, arquitectura, engenharia,... - dá até vontade de me questionar sobre o que fazem os quadros das Câmaras, contratados e avençados...
José Sá Fernandes (!) que o diga. Vereador a meio-tempo e sem pelouro,
só no seu gabinete estavam 11 assessores.
Afinal, o tal que agita a bandeira da ética na CML (a quem tiro o chapéu no caso BragaParques), esgotou o número máximo de auxiliares indispensáveis e imprescindíveis à assessoria, em número indicado (e abençoado) por Carmona, acabando o independente eleito pelo Bloco, por afinar pelo mesmo diapasão...
Agora, em campanha para as intercalares, diz que nesta área vai defender a moralização da autarquia... Agora...! Depois de ter perdido a oportunidade exemplar de não esgotar essas benesses da vereação, fazendo jus ao que tanto apregoa; ele e o BE...

2 comentários:

Anónimo disse...

Convém uma menção aos valores pgos e aos descontos:
- os valores andam entre os 1500€ e os 2500€ (no Bloco)
- os descontos a recibo verde: 21 por cento é para IVA, 20 para IRS, 11 para Segurança Social». Ou seja 51 por cento somem-se em impostos. Além disso não 13.º e 14.º mês.

Depois, não convém misturar pessoas da confiança política com quadros da Câmara. O que se pode questionar é a quantidade dos assessores. Serão necessários tantos. Parece que o que conta não é o que é necessário mas sim o que está combinado como referes.

Concuíndo e resumindo: são boys. Há-os no governo, há-os nas câmaras e em todo o lado onde a política mexa... O resto é treta, seja o PP, o PSD ou o BE

ZT

Gioconda disse...

Ola.... a pouco e pouco tenho tentado reaver os meus contactos... se quiseres continuar a ler-me, envia-me um mail para

gioconda_gorda@yahoo.com.br