01/07/06

As Invasões Bárbaras - o filme

Este filme vem na sequência de “O Declínio do Império Americano”, 1986 – do mesmo realizador e com as mesmas personagens. Contudo, o alvo é o mesmo, e o diagnóstico da saúde do sr. Socialismo e do sr. Capitalismo e outros ismos, deve ter piorado.
A história leva-nos ao Canadá francês, para conhecemos em fase terminal de cancro, um homem - Remy -, académico por natureza, outrora o bon vivant socialista de serviço da universidade. Conhecemos depois o seu filho - um corretor numa multi-nacional em Londres - mais liberal não se podia conceber. Um tipo que consegue arranjar 15 minutos por ano para estar com o pai.
É nesta relação pai-filho, esvaziada de laços, que o filme assenta para se desenvolver de forma inteligente, mordaz, subtil e sem ilusões, colocando na bagagem a crítica subjacente às réplicas do imperialismo americano, que grassam sem fronteiras, e copiosamente corrompem os indígenas.
Remy é internado pelo filho num hospital, sob os auspícios dos princípios a que sempre o jovem se opôs - corrupção para obter regalias e drogas que o afastam a realidade. Para o conseguir, o filho resvala para o sórdido mundo paralelo e, com os seus dólars, alcança tudo para garantir uma morte digna ao pai. Este, em agonia, em contradição às suas convicções também elas já débeis, acolhe essas condições, preferindo ignorar a sua proveniência. Nessa fase final da sua vida, de físico apoucado, restava ao professor fazer uma auto-análise com todos aqueles com quem de perto privou. Para satisfação de um moribundo, nada melhor que os velhos comparsas espalhados pelo mundo se reúnam uma última vez e voltem a conviver como nada se passasse, retratados por diálogos bem construídos, de fina ironia, que acompanha uma erudição que nos deixa pequenos, mas que educa e desperta consciências.
No espectador, as questões vão despontando à medida que o balanço de Remy avança: até onde deve um homem, no seu leito de morte? O julgamento do próximo; inclusivé o próprio filho que, por ele, regressou da Europa? As nossas ideologias; as nossas lutas; os nossos amores, cumpriram? O trigo, o joio. Qual o nosso e actual conceito do certo e errado? A Igreja, ou espectro dela que prevalece?! As drogas, numa perspectiva para além da legal. A eutanásia - uma das questões centrais. As ideologias onde conduziram as nações? A globalização aproxima ou não? A Internet, único elo que o liga ao barco da filha activista, à deriva no pacífico-sul...!
E os amigos! É o que sobra? E não sobra pouco, com eles somos felizes, o bom que existe em nós é reavivado e majorado. De novo sentimo-nos iguais a nós próprios, na recta final da passagem terrena, mesmo em cima de uma maca de hospital, com todos em redor brindando à amizade de “Bourgeois rouge” na mão.
Rimos e choramos, como numa valsa frenética, mas sob o riso, perante os grandiosos avanços do homem nos últimos séculos, a dúvida que fica é sobre quem são e quem foram os verdadeiros bárbaros ?
E o professor nas suas memórias ideológicas, alegres e nostálgicas, acercado das suas amantes que em tempos lhe fizeram as “mamadas” (não há sexo gratuito), continua a debitar registos tão admiráveis como monstruosos. Retive este que transcrevo:
«…les Espagnoles et les Portugais,… no passado, sem câmaras de gás nem bombas, conseguiram fazer desaparecer 150 milhões de índios na América latina…».
Em 110 minutos Denys Arcand consegue revisitar factos históricos, contemporâneos e outros, que ajudam a perceber e a melhor reflectir, sobre o produto que são as sociedades contemporâneas. A ampla visão com que o executa faz-nos entrar nos temas mais inquietantes da actualidade, para depois encadear lucidamente todas as suas ideias acompanhadas de um humor desconcertante.
A alegoria é perfeita. A geração combativa do professor, a dos finais dos anos 60, sucumbiu ao capitalismo da hipocrisia e a outros “valores”.
O filme As Invasões Bárbaras ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro em 2004. Quase a par, quedaram-se os "Diários de Motocicleta", que também o mereciam e sobre ele na altura falei.
O Óscar da categoria de melhor filme estrangeiro é, para mim, o mais genuíno entre os demais atribuídos pela Academia, e raramente me engana.

2 comentários:

Anónimo disse...

Very nice site! Inground sauna http://www.paintball-gun-1.info/mg-valtrex-1000.html i ching online trading blood high in pregnancy pressure symptom Bean bag chair personalized How to cure allergies medidas de saunas http://www.clomid-and-progesterone-levels.info/howsafeisclomid.html discount cialis cialis cialis online discount cial Volvo c70 performance parts Artic white teeth whitening Teach craps Fax machine sharp ux big tits round ass sophia Scanner + hand held handheld bar barcode Outdoor wireless surveillance camera packages Blackjack recordings Mountain vista tennis homes

Anónimo disse...


Chinese wushu covers a region " the king in king " contend for hegemony surpasses total final too the storehouse rings down the curtain
Xinhua net Jiangsu too storehouse on December 16 sports special telegram (Heng Zhi of king of reporter Zhou Xin) by a definite date two days Chinese wushu covered a region 2012 " Wang Zhong king " contend for hegemony surpasses total final to be in Jiangsu too storehouse gymnasium rings down the curtain, amphitryon player Zhang Kai seeks hegemony man " Wang Zhong king " , the woman after Fujian player Chen Huiying is sealed " the king in king " .
Chinese wushu covers contend for hegemony of the king in road king to surpass is by national sports total bureau wushu moves the brand-new and top class game that bureau of sports of management center and Jiangsu province makes jointly, long fist of before winning countrywide contest 16 men and women, south player of art of art of fist, shadowboxing, knife, fencing, rod, gun art is in the individual king that 7 projects give definitely after dividing a station to surpass through 4 stations, men and women in all 14 person attends in too the total final that the storehouse holds.
The long fist Wang Zhangkai of Jiangsu is in knife art and rod art also be among the best of candidates, accordingly total cent takes actor; The Chen Huiying that is rod art king originally is picked accidentally in the fist austral the woman the first, plus shadowboxing second achievement, obtain the king in woman king.
Zhang Kai discloses, oneself hold art of a long fist, knife and rod art concurrently originally. "This [url=http://cheapnikeairmaxoutlet.yolasite.com/]nike air max 95[/url] match very the physical ability of test player, two days of two field matches compare 7 projects, be too tired really. This contest form is very interesting nevertheless, very all-pervasive project that resembles gymnastic competition. I can impose a practice more after, still play this kind of game. Still play this kind of game..
Chen Guorong of vice director of management center of national wushu sports says: "We are rolled out ' the king in king ' original intention hopes players develop in the round namely, cannot take difficult path. Although respective strong point is different, basic skill is identical, the education of wushu athlete and development cannot too onefold, should take case ' skill in various types of combat ' . Should take case ' skill in various types of combat ' ..