16/05/06

SEURAT para começar

Este é o primeiro post. Juntamente com este meu amigo Blog, de quem espero vir a ser íntimo, iremos maquinar ao longo do tempo, opiniões, juízos, críticas e devaneios, sobre tudo e mais alguma coisa que se me oferecer.

Foi pensado para ser intimista, mas a sua universalização tornar-se-á inevitável, se bem me conheço.

Do barroco de uma carta ao naif de um comentário; do rebuscado de um ensaio ao kitsch de um piropo, abrindo portas ao avant-garde de um relatório técnico, sem no entanto renunciar ao conforto de uma prosa ou à frenética e contundente crítica, mesmo que ressabiada.

E a poesia, essa sim! Consta aqui, porque já a li, já a inalei! É uma arte para a qual não sou artista.

O que me falta de artista sobra-me na crítica.

Estas serão as vias onde serão fabricados e conduzidos estes textos, que como diz o título, serão sobre tudo.

V. F.

6 comentários:

Patrícia Geraldes disse...

Quer dizer...poesia até corre neste texto...
BJS
Patrícia

V.F. disse...

beijinhos Patrícia, e obrigado pela passagem!
a experiência continua...
Victor

Cazento disse...

Ora então cá está também o seu lindo bog, Victor. É inevitável, acho que todos acabaremos por prolongar e projectar a nossa pessoa através de um blog.
Agora também eu próprio sinto que é algo de especial. É um espaço só mesmo nosso.

Muitas felicidades para este blog.
E se de facto não tem arte para a poesia tem arte para um blog.
Está bonito, parabéns!
Um abraço,

João Cazento

V.F. disse...

Obrigado João, por passar aqui!
Vamos a ver se há temas e tempo para este "diário aberto".
Um abraço,
Victor

Patrícia Geraldes disse...

Bom dia Victor!

Só passei por aqui para te meter um pouco de inveja!!! Eu vi este quadro ao vivo, tão perto como estou agora a olhar para o computador!!! ehehe! Adorei!

V.F. disse...

Então a essa distância conseguiste ver os pontinhos que compõem o quadro! ;)
Então e não há nenhuma foto?!
Beijinhos