19/06/06

O treinador, o meio-campo e o puto pepsodent



Eis a receita para o espectáculo servido em Frankfurt.
A equipa voltou a ser mexida e regressou à fórmula que Mourinho legou em 2004: o meio-campo do FCP campeão europeu.
É simples e eficaz para ocasiões de maior apuro. O trio Deco, Costinha e Maniche resolve com maior amplitude de jogo.
Se a isto se juntar o vintage do capitão e um puto que só tem “olhos” para as redes e para os ecrãs da cobertura (incisivos e caninos perfeitos...), então é êxito garantido contra selecções como o Iran (como os chamava Scolari)…
De resto, enalteço a serenidade do grupo espelhada na voz de Tiago que lembrava a procissão a meio do adro, enquanto outras selecções já estoiravam foguetes com a passagem aos oitavos.

4 comentários:

AMC disse...

Ora nem mais, meu caro Victor.
Scolari e a mão de Mourinho.
Um abraço

V.F. disse...

Mourinho concebeu e Scolari usou esse meio-campo; em parte o mérito do euro 04 está aí.
Um abraço.

Anónimo disse...

Where did you find it? Interesting read »

Anónimo disse...

Very nice site! »