19/06/08

Código Miguel Ângelo

Está encontrado o substituto do Código da Vinci, chama-se Código de Miguel Ângelo ou do inglês: Segredos da Capela Sistina. Depois de popularizada a ideia dos códigos, códices e enigmas, e após o sucesso do livro de Dan Brown, seguido de muito perto por várias réplicas, surgiu actualmente outro grande nome da época do renascimento com um código escondido na sua principal obra: Miguel Ângelo Buonarroti e o tecto da Capela Sistina.
Pintor, escultor, teimoso convicto, profundo estudioso e conhecedor da anatomia humana, faceta esta que muito contribuiu para as representações de David, Moisés e a Pièta, obras-primas da escultura, são agora colocadas sob a forma de literatura “industrial”, as teorias há muito difundidas de que Miguel Ângelo teria pintado mensagens subliminares nos frescos da Capela Sistina. Estejam atentos.

3 comentários:

Anónimo disse...

mais uma treta que só existe na cabeça de quem a escreve

ZT

Pedro disse...

Fascina-me os frescos da Capela Sistina, pelo que terei de estar atento.

Não apreciei muito o Código Da Vinci, li primeiro Anjos e Demónios e esse bateu todos os de Dan Brown!

Este género de literatura já se tornou o "ópio das massas", pelo que nada resta senão um sucesso (seguido ou não do esquecimento).

R. disse...

Ih, já tô até vendo... mais um best-seller. E aqueles que nunca lêem livro algum passaram se achar cultos de novo.